Porque é fácil, sabes? É fácil ser feliz.

27 Abril 2015

Foi no passado dia 28 de março que a U.DREAM tentou contagiar cerca de 100 pessoas com o virus da felicidade. É mesmo fácil. É facil colorir, sorrir, partilhar, ajudar, sonhar. Relembrem a carta escrita pela Maria Criança e deixem-se contagiar por toda esta magia.

"Olá, senhora Maria adulta

Se estás a ler isso, já és adulta. Assustador. Não sei se te hei-de dar os parabéns ou se me hei-de rir ou de troçar de ti. Até porque quem diz é quem é. Cala a boca jacaré! Já és adulta, Maria. E então, a que sabe ser aborrecida e viver a semana à espera da sexta-feira?

Senhora Maria adulta, és feliz? Continuas a ser feliz? Todos os dias? Muito, muito feliz? Com o coração inteiro? A acordar todas as manhãs como se fosse véspera de natal com muitos presentes para abrir e miminhos para distribuir? Espero que continues a sorrir, todos os dias. Até mesmo quando fores velhinha e não tiveres dentes. Espero que continues a dar gargalhadas de algodão doce e a dançar, a cantar e a falar com as flores. Espero que continues a pintar o mundo às cores. Sim, espero que sim. Espero que não deixes os outros adultos pintarem a tua vida de preto e das outras cores feias e chatas onde molham os seus pincéis.

Sabes, senhora Maria adulta, tenho muito medo de que te possas ter tornado naquelas pessoas que não gostam das pessoas e que vivem porque sim. Daquelas pessoas que não brincam, nem são traquinas, nem fazem caretas, nem põem a mão na cinta e batem com o pé. Espero que continues a acreditar no impossível. Que um dia as galinhas vão ter dentes, que os porcos vão voar e que vais conseguir tocar com a língua no cotovelo. Espero que continues a acreditar na vida e nas pessoas e no mundo. Porque é fácil, sabes? É mesmo fácil. É fácil ser feliz. É fácil sorrir todos os dias. É fácil ajudar. E brilhar de alegria e amizade. E gostar de pessoas. E imaginar que castelos constroem no céu. Espero que já mores num desses castelos, já agora. Num castelo gigante no céu feito de doces e de miminhos.

Senão, eu estou aqui. Hoje, eu estou aqui e sou um sol brilhante e amarelo, que mora dentro do teu peito para que consigas acreditar. Hoje, eu estou dentro de ti e dou-te um abraço onde cabe toda a magia do mundo. Plim, plim. Toda, toda, toda.

Eu, Maria Criança, vou viver para sempre dentro de ti. Porque eu sei gostar dos outros sem que eles gostem de mim. Porque eu sei o nome completo das flores e dos pássaros e porque eu acredito que sonhar é uma palavra com sílabas de chocolate. Hoje estou aqui.

Porque o meu sonho é ver-te sorrir. E o teu?

Sempre tua,
Maria Criança"

Partilhar